40 HORAS SEMANAIS

“NÃO TRABALHARÁS MAIS DE 40 HORAS SEMANAIS” VIRA MANDAMENTO
Repúblico matéria da Rede Brasil Atual, Na Rede, 13/04/2010

São Paulo – A redução da jornada de trabalho, em pauta no Congresso Nacional, transformou-se em mandamento com estatuto sagrado. “Não Trabalharás Mais de Quarenta Horas” é o quinto dos dez mandamentos em versão “revisada e ampliada”, propostos pelo economista e professor da Pontífice Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Ladislau Dowbor.

O economista Ladislau Dowbor em montagem sobre o quadro “Moises com as tábuas da lei”, de Rembrandt
(Foto do quadro: Wikipedia)


“Depois de criar o mundo, o Altíssimo viu que havia problemas. Tanto assim que chamou Moisés para uma audiência e lhe apresentou instruções, os Dez Mandamentos”, afirmou. Incluiu normas como “Não matarás” para evitar assassinatos mútuos e “Não Cobiçarás a Mulher do Próximo” para conter “outros problemas”.

“Depois de alguns milhares de anos, o Altíssimo lembrou da bola azul que havia criado, e espiou das alturas o que estava acontecendo”, prosseguiu. A situação encontrada inclui todas as mazelas sociais e ambientais. “Então, decidiu que precisávamos de Mandamentos mais drásticos”, afirmou.

As instruções “secretariadas” por ele foram formuladas por pesquisadores de diferentes países do grupo “Crises e Oportunidades”. Durante o evento “O Brasil e a transição para uma economia de baixo carbono”, promovido pelas revistas CartaCapital e Envolverde, na segunda-feira (12) ele apresentou um resumo das propostas.

Além dos mandamentos propriamente ditos, há uma nota de explicação incluídas.

Aos mandamentos:

* I – Não comprarás os Representantes do Povo (Resgatar a dimensão pública do Estado)
* II – Não Farás Contas erradas (Revisão do PIB e de outros indicadores socioeconômicos)
* III – Não Reduzirás o Próximo à Miséria (Garantias ao mínimo para todos)

* IV – Não Privarás Ninguém do Direito de Ganhar o seu Pão (Universalizar a garantia do emprego)

* V – Não Trabalharás Mais de Quarenta Horas (Trabalhar menos para viver melhor)

* VI – Não Viverás para o Dinheiro (Mudança de padrões de consumo)

* VII – Não Ganharás Dinheiro com o Dinheiro dos Outros (Mudar sistemas de intermediação financeira é viável)

* VIII – Não Tributarás Boas Iniciativas (Cobrança socialmente justa e alocação mais produtiva em termos sociais e ambientais).

* IX – Não Privarás o Próximo do Direito ao Conhecimento (Ampliar acesso a tecnologias e ao conhecimento)
* X – Não Controlarás a Palavra do Próximo (Democratizar a comunicação)

A íntegra está aqui.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca