Bolsonaro tira R$ 1 bilhão de ICMS do RN com retirada da Petrobras do estado

POR SINSP/RN, 29/08/2020

O RN vai perder R$ 1 bilhão apenas em ICMS com a venda da Petrobrás, após decisão do governo Bolsonaro. É com o dinheiro desse imposto estadual que os salários dos servidores são pagos pelo governo do estado.

Sem nenhuma pena da população do RN, o presidente decidiu vender as participações do conjunto de 26 concessões de campos de produção terrestres e de águas rasas da Petrobras, localizadas no Polo Potiguar, além da Refinaria Clara Camarão, em Guamaré. Isso significa a retirada por completo da Petrobrás no Rio Grande do Norte.

A decisão acarretará num grande impacto no âmbito econômico, político e social, com perda de receitas, tributos, royalties e empregos, justamente durante a crise social e econômica devido a pandemia da covid-19. 

Alem do ICMS bilionário, o RN vai perder royalties mensais, referente a produção de petróleo e gás natural, para o estado e 93 municípios potiguares.

Milhares de postos de trabalho próprios e terceirizados diretos e indiretos também serão brutalmente atingidos. O Sindipetro estima que 1000 trabalhadores próprios serão impactados diretamente com transferências e demissões involuntárias.

O Polo Potiguar compreende três subpolos: Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana.

A governadora Fátima Bezerra afirmou ser “inaceitável” a venda e convocou a banda federal  para se reunir e dialogar com a presidência da Petrobras.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca