Diretora da Escola Calpúrnia Caldas volta atrás e vai obrigar servidores a trabalhar presencialmente

POR SINSP/RN, 01/03/2021

A diretora Elizabeth Nunes Rocha recuou de sua posição favorável a Portaria que suspende o trabalho presencial, que foi afirmada ao SINSP no último sábado, e agora vai obrigar os servidores a saírem de casa, enfrentar o risco do contágio e trabalhar das 07h às 13h.

A diretora está desrespeitando a Portaria Conjunta n° 01/2021 do governo do Estado e colocando a vida dos caicoenses em risco!

Entenda o caso:

Antes do contato do SINSP, a diretora havia enviado mensagem aos servidores informando que a escola iria manter seu atendimento ao público externo em horário reduzido, o que está proibido com a Portaria.

Após conversar por telefone com Janeayre Souto, presidenta do SINSP, a diretora Elizabeth Nunes Rocha voltou atrás na sua decisão de manter a escola funcionando mesmo após a publicação da Portaria suspendendo as atividades presenciais nos órgãos do Estado.

Denuncie, servidor!

Caso você seja obrigado a trabalhar presencialmente mesmo após a Portaria suspendendo as atividades presenciais, nos procure! O nosso contato pode ser feito através dos telefones: 3201.4130 / 98840-1607, ou do email: sinsprn@gmail.com

Saiba mais:

Trabalho presencial está suspenso

Trabalho remoto: após pressão, governo atende solicitação do SINSP

Governo atende solicitação do SINSP e prepara Portaria implatando regime de trabalho remoto para servidores

Teletrabalho: SINSP solicita medida urgente da governadora

Após contato com o SINSP, diretora de escola de Caicó recua e se compromete a respeitar Portaria

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca