Escolas têm até dia 4 para decidir por jornada ampliada

Com ensino em tempo integral, as redes públicas contribuem para qualificar a aprendizagem de crianças, adolescentes e jovens

Escolas da educação básica pública, municipais e estaduais, podem aderir ao programa de apoio à educação integral até 4 de agosto. Em 2013, o programa atendeu estudantes de 49 mil escolas das 27 unidades da Federação e, neste ano, deve atingir 60 mil escolas.

Ao oferecer educação integral ou jornada ampliada, as redes públicas contribuem para qualificar a aprendizagem de crianças, adolescentes e jovens, reduzir a repetência e a evasão escolar.

Itens relacionados

Escolas que ingressam na atividade integral oferecem, no mínimo, sete horas diárias de atividades, que compreendem aula das disciplinas do currículo, orientação de leitura e estudo, acompanhamento pedagógico e atividades orientadas nos campos da cultura e dos esportes.

Para facilitar a escolha de diretores e coordenadores pedagógicos as escolas tem acesso a uma relação de atividades nas áreas de educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza; e educação econômica. O acompanhamento pedagógico é obrigatório.

A escola que decidir por oferecer ensino integral deve preencher o cadastro no sistema, informar dados como os número de estudantes e escolher as atividades.

Fonte: Ministério da Educação

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca