Estado arrecada R$ 28,1 milhões mensais com reforma da previdência

POR SINSP/RN, 26/02/2021

O governo arrecadou R$ 28,1 milhões a mais com a reforma da previdência, quando comparado o mês de dezembro de 2020 e janeiro de 2021, último mês com as antigas alíquotas previdenciárias e o primeiro com as novas cobranças. Valor bem próximo dos R$ 25 milhões que o Estado aguardava embolsar mensalmente com as novas alíquotas previdenciárias.

Em dezembro de 2020, o Estado arrecadou R$ 162.966.156,32 com a previdência. Agora em janeiro, primeiro mês com os efeitos da reforma da previdência, esse número subiu para R$ 191.070.194,16. Uma diferença de R$ 28.104.037,84. Esses valores não incluem números de outros poderes, como a Assembleia Legislativa.

Secretaria de Educação é a que mais paga a previdência

Os servidores da SEEC são os que mais colocaram dinheiro no IPERN. Em janeiro o valor foi de R$ 26,2 milhões no total, sendo R$ 8 milhões descontados dos servidores e 17 milhões do desconto patronal.

A saúde é a segunda secretária com mais descontos transferidos à previdência. Foram R$ 17,7 milhões em janeiro, sendo R$ 5 milhões retirados dos servidores e R$ 12 milhões de desconto patronal.

PM é a terceira em número de desconto

A reforma da previdência retirou a Polícia Militar do IPERN, mas de acordo com o governo o órgão segue temporariamente na previdência geral dos servidores, enquanto se define o rumo das aposentadorias dos militares.

Em janeiro, o desconto na PM foi de R$ 15,2 milhões entre os ativos. O valor entre os inativos foi de R$ 9,1 milhões, totalizando entre todos militares 24,3 milhões.

Saiba mais:

Governo terá R$ 140 mi em maio e R$ 168 mi em novembro com recursos da reforma previdência

Governo aposta em aumento de arrecadação do IPERN com reforma da previdência e crescimento do ICMS para pagar 13° de 2018

Governo vai pagar 13° de 2018 com recursos próprios, mas vai esperar solução federal para quitar dezembro de 2018

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca