Estado penaliza trabalhador em educação

Da Redação

Por determinação do Governo Estadual a Secretaria de Administração e dos Recursos Humanos – SEARH suspendeu o pagamento de todos os atrasados aos servidores do estado, destaca-se ai os trabalhadores em educação de qualquer retroativo ao mês de julho. Ou seja, a determinação da SEARH foi a de que nenhum atrasado até julho não seria pago na folha de outubro.

Para Janeayre Souto, diretora de Organização do SINTE, o que o estado fez foi uma atitude maldosa. O estado agora no mês de outubro não pagou nada que tivesse como retroativo o mês de julho.

Isso na educação tem relação direta com: as Horas suplementares, retroatividade do PCCR ao mês de julho, com o pagamento das férias do trabalhador em educação que não foram pagas no mês de janeiro e que seriam pagas agora no mês de outubro, com o pagamento dos estagiários.

O estado só pagou atrasados de agosto para cá.

Isso é um absurdo. Nós estamos em um estado que a cada mês bate recorde de arrecadação de ICMS.

O governo da Rosa vem acumulando descaso em cima de descaso quando se trata de funcionalismo público estadual.

Governadora os trabalhadores em educação exigem respeito!

 

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca