Festival de cargo comissionado na SEEC

ENQUANTO O SINTE COBRA DO SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA O PAGAMENTO DOS ATRASADOS DA CATEGORIA, SECRETÁRIO FAZ FESTA E CRIA NOVO CARGO­­ COMISSIONADO NA ESTRUTURA DA SECRETARIA.

Ontem o diário oficial do estado trouxe a nomeação de CÁTIA ARAÚJO LOPES MUNIZ para exercer o cargo de provimento em comissão de Subsecretário da Secretária de Estado da Educação e da Cultura.

Enquanto sindicalista não podemos deixar de nos indignarmos com a criação dessa Subsecretaria. Cargo até ontem inexistente na estrutura da SEEC.

Para o nosso blog fica claro que isso não passa de apadrinhamento da base aliada do Secretário Otávio Tavares.

Enquanto trabalhadora em educação que vivemos em um estado que não paga o Piso Nacional do Magistério por que o estado não tem recursos, não entendemos como se justifica a criação de um novo cargo de SUBSECRETÁRIO.

Para os trabalhadores em educação e para melhorar as condições de trabalho nas escolas estaduais faltam recursos, agora para fazer festa e beneficiar “Amigos” tem recursos.

Queremos que o novo secretário nos pague: Qüinqüênio publicado e não pago, as nossas promoções horizontais publicadas e não pagas, as nossas pecuniárias publicadas e não pagas, os nossos títulos publicados e não pagos. Sempre é alegado falta de recursos para se efetuar esses pagamentos. Para os trabalhadores em educação não existe recurso agora para se criar um cargo até ontem inexistente na estrutura da SEEC, os recursos aparecem.?

A redação do nosso blog informa que irá a rampa da SEEC para saber de onde surgiu esse cargo e quando descobrir de onde surgiu, nós iremos denunciar nesse espaço.

Basta! Não podemos nos calar com esse festival de cargos comissionados na SEEC. Queremos que a SEEC pague o que nos deve. A Educação Pública Básica não agüenta mais!­­BASTA!

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca