Fiscalização em distribuidoras dos Correios, uma maneira de aumentar a arrecadação do Estado

POR SINSP/RN, 19/02/2021

Como uma maneira de arrecadar mais ICMS, imposto que entra nos cofres do Estado, o governo deve voltar a fiscalizar centros de distribuição dos correios e empresas transportadoras. Nesses locais é recorrente a passagem de diversos produtos sem documentação fiscal, o que caracteriza que a mercadoria está circulando sem recolhimento de imposto.

De acordo com uma fonte do fisco estadual, até 2011 as fiscalizações nas distribuidoras dos correios eram recorrentes. Isso quer dizer que há 10 anos o Estado deixa milhões de produtos serem entregues sem sua devida documentação e recolhimento de ICMS.

“Sempre tem mercadoria errada nos Correios… Fiz muita multa lá tomando cafezinho, era fácil”, informou a fonte.

Fiscalização apreendeu R$ 110 mil em mercadorias em centros de distribuição

Na quarta-feira da última semana (10), a secretaria de Tributação realizou uma fiscalização pontual em centros de distribuição dos Correios e em empresas transportadoras, na região metropolitana de Natal e região de Mossoró.

Foram apreendidos R$ 110 mil em mercadorias, principalmente eletroeletrônicos, brinquedos, aparelhos celulares e confecções. A força tarefa, conduzida por uma equipe de 25 auditores fiscais e técnicos, evitou a sonegação de R$ 32 mil em impostos.

Saiba mais:

Governo fiscaliza e evita sonegação de mercadorias avaliadas em R$ 110 mil

Onde estão os postos fiscais do Estado?

Governo anuncia construção de posto fiscal de fronteira. “Boa expectativa na redução da sonegação”, avalia secretário

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca