Governadora anuncia concurso para Polícia Civil, mas esquece de outros órgãos

POR SINSP/RN, 15/09/2020

   RESUMO      

• Governadora anunciou concurso para Polícia Civil, há mais de dez anos sem contratações;

• Porém o Estado não realiza concursos para nível médio há 30 anos

• Governo mantém a defasagem de servidores em todos outros órgãos

• Concurso público é uma política de Estado;

• Mas governadora insiste em comissionados e terceirizados

• RN precisa de concursos imediatamente


Fátima Bezerra lembrou que o RN não tem novas contratações para Polícia Civil há mais de dez anos, quando anunciou o concurso do órgão, mas esqueceu que o Estado não faz concursos para nível médio desde 1990, há 30 anos. Se a defasagem de delegados, agentes e escrivães é alta, imagine de todas as outras funções nos outros órgãos do Estado.

Concurso público deve ser uma política de Estado, pois traz desenvolvimento social, evita interrupções de políticas públicas e dá continuidade nas atividades governamentais, além de aumentar a receita do Estado.

Mesmo assim, a governadora insiste em contratar terceirizados, comissionados, estagiários e bolsistas, diminuindo cada vez mais as vagas de servidores efetivos no RN.

O RN necessita imediatamente de novos concursos para todos os órgãos da administração direta.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca