Governo dispõe de rede educativa, mas prefere contratar TV privada para aulas remotas

Por SINSP/RN, 22/09/2020

   RESUMO      

• RPTV faz parte da Secretaria de Educação

• É uma TV voltada para produção educativa no RN

• Estado vai contratar TV privada para produzir e veicular aulas remotas

• Contratação vai criar gastos, apesar de governo ter a RPTV e profissionais à disposição

• RPTV dispõe de estúdios, equipamentos e profissionais treinados para gerar conteúdos educacionais


O governo do RN tem a seu dispor a Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural (RPTV), vinculada a Secretaria de Educação, juntamente com a ONG CEOP, mas prefere lançar um edital e criar gastos desnecessários, contratando uma TV privada para produção e veiculação de aulas durante o período em que as escolas estão fechadas.

O governo prevê lançar um edital onde as TVs privadas vão concorrer a um contrato milionário para produzir conteúdos educativos e distribuir em horários de menor audiência de suas grades. O problema é que o Estado já dispõe de uma rede pública e não utilizou nenhuma vez os seus servidores efetivos, equipamentos e estúdios. Isso em seis meses de pandemia.

Por que o governo vai contratar uma TV sem experiência em produções educativas se dispõe de uma rede exclusiva para isso? 

O investimento na RPTV, que pertence a própria secretaria de Educação e nos seus profissionais acarretaria num produto de maior qualidade, com gasto extremamente inferior a disputa no edital.

RPTV
A Rede Potiguar de Televisão Educativa e Cultural existe desde 2010 e foi implantada inicialmente no município de Currais Novos, onde atualmente está no ar no canal 51 da operadora Sidy’s TV a Cabo com expansão para Acari. Com o bom resultado, foi expandida para outros municípios como Natal, Nísia Floresta, Florânia e Caicó.

Tendo Natal como o Núcleo central da Rede de Televisão Educativa e Cultural, a TV dispõe de estrutura de estúdio instalada nos municípios de Natal, Currais Novos, Acari e Florânia. 

A RPTV Dispõe de equipamentos profissionais para captação e edição de imagens e de profissionais com experiência em desenvolver processos e produtos que articulam os campos da educação, cultura e comunicação.

Trabalho durante a pandemia
Apesar do detrimento do governo, a RPTV vem produzindo conteúdos educativos e culturais em Natal, Currais Novos e Caicó. 

Em Currais Novos tem produzido conteúdos de teleaulas em parceria com as DIRECs – Diretorias Regionais de Educação e Cultura que são veiculadas para todo o município através do canal 51 da Sidys TV a cabo e pela internet. 

Em Caicó em parceria com a DIREC local tem produzido programas de aula remota através da Rádio Rural de Caicó que também são transmitidas pela internet.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca