Governo do RN não pode esperar saúde entrar em colapso pra investir em Hospitais de Campanha

POR SINSP/RN, 01/04/2020

O Governo do RN já deveria ter começado a construção de um Hospital de Campanha no estado. Não se pode esperar que os casos de Coronavírus avancem, ou, pior ainda, esperar o colapso da saúde pública para só então implantar essas estruturas temporárias. O Governo do RN, inclusive, deveria estar fazendo uso do Centro de Convenções para implantar o hospital, mas até agora não anunciou nada sobre o uso do centro para esse fim.

Além disso, o Estado anunciou que vai iniciar um processo para contratação da administração do espaço, ou seja, pretende terceirizar a administração do hospital que será instalado no estádio Arena das Dunas. Em tempos de crise, é inadimissível que o Estado prefira pagar uma empresa privada – a qual os custos são sempre mais altos – em detrimento à contratação de profissionais à caráter emergencial.

No Brasil, cidades afetadas de forma mais expressiva pelo vírus já iniciaram a mobilização. Nesta quarta-feira (01), foi entregue em São Paulo um Hospital de Campanha instalado no Pacaembu, com 200 leitos. No Rio de Janeiro, está sendo construído no Maracanã um Hospital de Campanha com 400 leitos. Em Fortaleza, o estádio Presidente Vargas terá 204 leitos para o atendimento do Coronavírus. Em Boa Vista, o estádio Canarinho receberá, por transferência do do Hospital Geral de Roraima, 120 leitos. 

Além disso, reiteramos, mais uma vez, a necessidade de destinar mais recursos para a manutenção adequada dos hospitais públicos estaduais, a maioria superlotados, além da compra de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) que constantemente faltam nos espaços de saúde.

A Organização Mundial de Saúde recomenda que em meio a uma crise sanitária é fundamental o investimento em Hospitais de Campanha. Isso porque quando uma nova doença surge, tal qual o COVID-19, existem grandes chances do sistema de saúde entrar em colapso.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca