Governo não quer usar parte da dívida ativa para suprir o rombo! e Servidores precisam receber os Salários Atrasados!

Confira!

Cada vez fica mais claro que o Governo do Estado prefere sacrificar, penalizar, confiscar parte dos salários do que buscar alternativas para suprir o rombo da previdência em nosso estado. Veja só, outros tem adotado o uso de percentual da dívida ativa para suprir o rombo da previdência.

Assista o vídeo

O SINSP sugere que aqui no RN, o Governo do Estado use 20% da divida ativa para amenizar o rombo da previdência. Inclusive lá em janeiro de 2019º Fórum Estadual dos Servidores propôs a abertura dos postos fiscais e o governo insiste em dizer não. Não entendemos por que o governo do nosso estado insiste pela escolha do sacrifício, de penalizar os servidores, inclusive os mais humildes.

A PEC DA MORTE, a Reforma da Previdência do nosso estado, traz o aumento da alíquota da previdência sacrificando e penalizando os servidores mais humildes. Traz a taxação em 14% dos servidores aposentados que hoje são isentos de pagar a previdência. Já pensou diminuir, subtrair 14% dos servidores aposentados que já pagaram a previdência por 25, 30 ou mais anos de serviço? Isso é perverso! Isso é uma maldade.

Aumentar o tempo de permanência me serviço dos servidores, inclusive matando a aposentadoria especial do magistério por que traz o aumento de permanência em serviço do professor e da professora em 5 anos.

Além disso, não podemos deixar de cobrar as duas folhas de salários atrasados 13⁰ e dezembro de 2018, que o governo deve aos servidores.

As soluções existem e mostrei nesse vídeo algumas delas, provando que o governo tem como suprir parte do rombo da previdência estadual, mas parece que o objetivo é penalizar o bolso dos servidores e sem poupar os mais humildes.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca