Onze deputados assinam emendas para diminuir impactos da reforma da Previdência de Fátima e se recusam a votar favorável ao projeto original

POR SINSP/RN, 13/03/2020

Onze parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte assinaram emendas coletivas cujo efeio é diminuir os impactos da reforma da Previdência da governadora Fátima Bezerra na vida dos trabalhadores do RN. Entre as alterações propostas está a redução da alíquota inicial para 7,5%. Todos os deputados que assinaram os documentos deixaram claro que, caso a bancada do governo não aprove as emendas, nenhum deles votará favorável ao texto da reforma. Com a definição, o governo não terá, portanto, os 15 votos necessários para aprovação.

Os deputados que optaram pelo lado dos trabalhadores foram: Tomba Farias (PSDB), Galeno Torquato (PSD), Getúlio Rego (DEM), Gustavo Carvalho (PSDB), José Dias (PSDB), Kelps Lima (Solidariedade), Cristiane Dantas, Alysson Bezerra (Solidariedade), Nelter Queiroz (MDB), Coronel Azevedo (PSC) e Sandro Pimentel (PSOL).

O Sindicato dos Servidores Públicos do Rio Grande do Norte juntamente a outros sindicatos tem feito um trabalho exaustivo de diálogo com todos os deputados a fim de esclarecer os tantos prejuízos trazidos pela texto original da reforma aos trabalhadores do estado. Com isso, o SINSP segue acompanhando a tramitação do texto na casa e reforça a luta em defesa dos direitos dos servidores públicos ativos, aposentados e pensionistas. 

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca