Servidor inserido no grupo de risco é obrigado a explicar razão de trabalho remoto ao Governo do RN

POR SINSP/RN, 26/03/2020

Um servidor do executivo estadual, lotado em uma das secretarias do Centro Administrativo e que integra o grupo de risco caso contraia o coronavírus está sendo obrigado a entrar no SEI e justificar o porquê de não estar indo executar o trabalho presencialmente. O trabalhador, além de ter quase 70 anos, tem problemas respiratórios e é diabético. Isso acontece porque, mesmo diante do cenário da pandemia do vírus. o Governo do Rio Grande do Norte determinou, através de decreto (Nº 29.548 e art.7º), que os trabalhadores devem solicitar liberação ao trabalho remoto (home office), ficando à mercê do Estado deferir ou não a solicitação.

A definição é irresponsável, uma vez que a ordem do trabalho remoto deveria ser do próprio Estado para todos, na intenção de conter a disseminação do vírus, que aumenta a cada dia no Rio Grande do Norte. Nesta quinta-feira (26), a Secretaria de Saúde do RN atualizou o número de casos para 19 e o de suspeitos chegou em 1.125.

O SINSP vai tomar as medidas cabíveis e exigir do Governo do RN respeito aos serviços e servidores públicos!

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca