SINSP pede ao Ministério Público do Trabalho que governo coloque todos servidores em teletrabalho imediatamente

POR SINSP/RN, 13/03/2021

O SINSP encaminhou uma representação ao Ministério Público do Trabalho do RN requerendo imediatamente o trabalho remoto para todos os servidores que desempenham atividades não essenciais, como é o caso da educação, por exemplo. Entende-se como essencial nos serviço público a saúde e a segurança, todos demais atividades não necessitam do risco de infecção que é sair de casa em meio ao alarmante crescimento no número de casos e de mortes por covid-19.

O SINSP ainda solicitou a suspensão imediata da exigência do laudo médico retratando a comorbidade e outros fatores de risco dos servidores e que seja determinado o cumprimento imediato do artigo 4° da Portaria 454, de março de 2020, colocando todos os servidores em casa em distanciamento social.

Autodeclaração dos servidores sobre seu estado de saúde

No pedido, o SINSP também solicita a determinação do cumprimento imediato para que os gestores do Estado aceitem a autodeclaração do servidor a respeito de seu estado de saúde relacionado a sintomas de covid-19 ou quadro clínico de comorbidade ou fatores de risco, assim permitindo o seu afastamento do local de trabalho.

Saiba mais:

SINSP reivindica no Ministério Público que Estado forneça EPI, kit higiene e anteparos nos locais de trabalho

Ministério Público do Trabalho consegue adiar trabalho presencial até o fim do 1° semestre na Paraíba

SINSP permanecerá com atividades remotas por mais 15 dias

Brasil perde 2.349 vidas para a covid-19 em apenas um dia

Trabalho presencial: servidor que não pode ir às escolas só precisa informar gestor por escrito

Atendimento presencial está proibido: Administração e educação se desentendem e confundem servidores

Enquanto secretária se “guarda” para vacina, servidores se arriscam todos os dias
 REPRESENTAÇÃO SINSP – MPT.pdf

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca