Sinsp realiza assembleia geral com a categoria

Por SINSP/RN 
 Na tarde da última quarta-feira (05), o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público do RN realizou uma assembleia geral com a categoria no auditório do SINPOL.  

A Presidente do Sinsp RN, Janeayre Souto iniciou a assembleia falando sobre a reunião com o Gabinete Civil que definiu algumas datas para a folha de pagamento dos servidores. A reunião aconteceu na manhã da quarta-feira (05) e se estendeu até o início da tarde. A chefe de gabinete civil Tatiana Mendes Cunha anunciou que o Governo fará o pagamento por faixa salarial. Os servidores ativos, inativos e pensionistas que recebem até R$2.000,00 recebem nesta sexta-feira (07). no sábado dia (08), será a vez daqueles que recebem até 3.000,00. Ainda de acordo com a secretária, na próxima terça-feira (11), receberam aqueles servidores com vencimentos até R$ 4.000,00. Para aqueles que recebem acima desta faixa salarial, o Governo divulgará ainda nesta semana o calendário de pagamentos.

Janeayre enfatizou que foi uma vitória para a categoria conseguir que o governo do Estado efetuasse o pagamento de servidores ativos, inativos e pensionistas todos na mesma data. Já que a grande maioria dos servidores da administração direta do Estado estão contemplados nas primeiras faixas de pagamento determinadas.

A Presidente falou também sobre a grande vitória alcançada pelo sindicato que foi o anúncio que o Governo está agora abaixo do limite prudencial. Janeayre ressaltou que a direção do Sinsp RN não mediu esforços e passou a correr atrás de uma solução que sensibilizasse o Ministério Público e o Governo do Estado para que acontecerem cortes de servidores. A diretoria do Sinsp e o advogado Manuel Batista Dantas Neto, estiveram reunidos com o Procurador-geral de Justiça, Reinaldo Reis para dialogar sobre a Lei de Responsabilidade e fiscal e sobre a recomendação de cortes na folha de servidores do Estado.

"O Sinsp foi o único sindicato que porpôs uma solução que foi a criação de um fórum para discutir as finanças do Estado e enxugar as despesas sem demissão de servidores", fala Janeayre.

Após os informes, o advogado Manuel Batista Dantas Neto, falou sobre os processos e tirou dúvidas da categoria.

Ao final da assembleia, a categoria votou por unanimidade pela paralisação no dia 21 de outubro.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca