SINSP vai exigir devolução de dinheiro descontado ilegalmente de servidores isentos da previdência

POR SINSP/RN, 01/04/2021

O governo descumpriu a declaração da SEAD e não devolveu aos aposentados e pensionistas o valor que foi descontado em março indevidamente dos salários de aposentados e pensionistas que recebem menos de R$ 3.500,00, faixa isenta da contribuição ao IPERN.

A SEAD publicou uma nota no dia 15 de março afirmando que os valores descontados seriam devolvidos aos servidores até o fim de março, o que até agora não foi feito. O SINSP exige que os servidores tenham os valores devolvidos imediatamente!

O SINSP já está em contato com a secretaria para saber o motivo do valor não ter sido creditado nos contracheques dos servidores aposentados e pensionistas, e caso não haja a imediata devolução, como estava acertado, vai utilizar sua assessoria jurídica para a resolução do caso.

Entenda a situação

Em fevereiro, vários servidores receberam valores a mais nos seus contracheques. O dinheiro foi depositado pela SEAD. Em março, os aposentados e pensionistas que receberam os valores tiveram o dinheiro descontado no contracheque.

Essa foi uma falha irresponsável e que trouxe muita dor de cabeça aos servidores, que em março receberam menos do que esperavam nos seus contracheques. Uma trapalhada do governo que poderia ter sido evitada. Agora, servidores que receberam menos em março aguardam a devolução dos valores, e o SINSP exige que isso seja feito o quanto antes!

SEAD assegurou que iria devolver valores descontados

Em nota, a secretaria de Administração afirmou que os valores seriam devolvidos para não prejudicar os servidores aposentados e pensionistas, o que não foi cumprido.

Saiba mais:

Governo desconta IPERN de aposentados que recebem menos de R$ 3.500,00

IPERN: Recadastramento e Prova de Vida são adiados para junho após pedido do SINSP

Veja a cartilha do IPERN com novas regras para aposentadoria

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca