Veja vídeo em que SINSP revela gasto de R$ 28 milhões com terceirização de merendeiras no governo

POR SINSP/RN, 05/08/2021

Abaixo está uma campanha produzida pelo SINSP com detalhes dos gastos do governo pela falta de concurso público para preenchimento de vagas para função de merendeira. De acordo com o Portal da Transparência, em apenas um contrato com a empresa JMT, o governo conta com pelo menos 1427 merendeiras terceirizadas. Esse número corresponde a 8 das 16 Direds que formam a rede de ensino do Estado.

Enquanto o valor unitário de uma merendeira terceirizada varia de acordo com o município e pode chegar a R$ 3.441,75, cada merendeira que é funcionário pública do próprio executivo estadual custa apenas R$ 1.640,22. No final do mês, são R$ 2,3 milhões que o Estado paga a mais por optar pela terceirização de funcionários.

Caso realizasse concurso público par preencher as vagas, o governo poderia até mesmo ampliar o quadro de funcionários que trabalham com merenda nas escolas e ainda assim pagaria menos. Ou seja, o Estado prefere gastar mais e ter menos funcionários de carreira em seu quadro.

Assista o vídeo completo aqui.

Saiba mais:

Estado gasta R$ 28 milhões a mais pagando merendeiras terceirizadas ao invés de fazer concurso público

Sem fazer concurso, Fátima Bezerra contratou 250 novas merendeiras terceirizadas

Sem concursos, governo gastou R$ 212 milhões apenas com terceirização de mão de obra no 1° semestre

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca