Bolsonaro estimula e participa de atos do 15M e amplia risco de coronavírus no país

POR Rede Brasil Atual, 15/03/2020

Presidente ignora ordens de isolamento, participa de manifestação em Brasília e expõe apoiadores e toda a população à expansão da pandemia, que se espalha pelo país e já tem casos registrado em ao menos 13 estados

São Paulo – Depois de ter recuado publicamente da convocação de atos públicos contra o Congresso Nacional e o Superior Tribunal Federal (STF) e em apoio ao seu governo – supostamente em atendimento à “recomendação das autoridades sanitárias” em razão do potencial alastramento da pandemia de coronavírus –, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contrariou a si mesmo e, neste domingo (15), resolveu participar pessoalmente das manifestações em Brasília (DF

O presidente deixou o isolamento recomendado por sua equipe médica – ele vai ser submetido a um novo teste de detecção da doença, após o resultado polêmico dos primeiros exames –, e foi ao encontro de seus apoiadores, em frente ao Museu Nacional, na Esplanada dos Ministérios.

Vestindo camisa da Seleção, sem máscara e com os olhos aparentemente irritados, o presidente tocou e apertou a mão de simpatizantes, além de pegar vários celulares para fazer selfies. O Palácio do Planalto disse apenas que Bolsonaro estava cumprindo “agenda pessoal”.

O país amanheceu neste domingo com cerca de 120 casos comprovados da infecção e pelo menos 1,4 mil suspeitos em 13 estados.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca