CUT no G-20

CENTRAL PARTICIPA DE ENCONTRO COM OS MINISTROS DO TRABALHAO DOS PAÍSES-MEMBROS PARA COBRAR LUTA CONJUNTA POR EMPREGO DECENTE PROTEÇÃO SOCIAL
Republico matéria do site da CUT, 19/04/2010

Nesta terça, dia 20 de abril, centrais sindicais do mundo todo participam de encontro com os ministros do Trabalho – ou correspondentes – dos países que compõem o G-20. A CUT participa da reunião, que acontece em Washington (EUA), e será uma das cinco entidades sindicais a fazer pronunciamento ao plenário, através de seu presidente, Artur Henrique.

Foto: Artur está em Washington (foto: Parizotti)
Artur está em Washington (foto: Parizotti)

O propósito da reunião é cobrar das autoridades que a agenda do trabalho decente seja permanentemente adotada pelos países do G20, como forma de superação da crise e busca de um novo modelo de desenvolvimento. Essa reunião havia sido solicitada pelas centrais e pela OIT em setembro do ano passado, assim que a crise econômica internacional espalhou-se pelo mundo.

“Não é possível debater como a economia internacional deve ser organizada só levando em consideração as velhas receitas do FMI, do Banco Mundial e outros organismos bilaterais”, explica Artur. Exigências como corte de investimentos públicos e retirada do Estado de diversos setores estratégicos, comuns ao receituário do FMI, “são as mesmas que geraram a crise”, segundo o presidente da CUT.

“Vamos para lá cobrar do G20 prioridade total ao emprego com direitos trabalhistas e sociais, a busca comum por sistemas de proteção e seguridade social nos países onde ainda não houver, e a adoção do Pacto Mundial pelo Emprego, da OIT, na zona de influência do G20. Nosso desafio é inverter a pauta, alterar os valores”, diz.

Ouça aqui entrevista do presidente Artur Henrique sobre as atividades em Washington. A reunião termina na quarta, dia 21.
http://www.cut.org.br/component/option,com_docman/task,doc_download/gid,1178/

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca