Jornalista lembra que governo concedeu aumento e beneficiou altos salários antes da reforma da previdência

POR SINSP/RN, 20/01/2021

O jornalista Vicente Serejo falou da triste realidade dos servidores públicos mais humildes, em sua coluna na Tribuna do Norte, nesta terça-feira (19). Ele relembrou que diferentemente dos mais altos salários do Estado, a grande maioria dos funcionários públicos não teve nenhum aumento, o que se estende há 11 anos, e que “os que passaram para contribuição de 16% de previdência” receberam anteriormente esse aumento do governo. Para ele a “redução de salário só para os pequenos”.

O jornalista chamou de “jogo” a ação do governo de conceder aumento de 16,38% para as classes com melhores salários do Estado antes da previdência, e de “jogada” a “isenção até 3,5 mínimos”. Para Serejo “a isenção vale também para os grande salários. Uma jogada que acabou beneficiando a quem ganha cima de R$ 30 mil”.

Servidores humildes sofrem com redução salarial

Sem reposição salarial desde 2010 e com as novas alíquotas da reforma da previdência, os servidores públicos com salários mais baixos sofrem com redução salarial provocada pelos efeitos da reforma, e também com as percas do poder de compra, por causa do salário estagnado há 11 anos.

Esses servidores, diferentemente das classes com salários superiores a R$ 30 mil, não receberam aumento de 16,38% do governo antes da reforma da previdência, e por isso veem seus salários diminuir a cada ano.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca