Pela valorização dos funcionários públicos

EM ATO PÚBLICO, CUT REPÚDIA PLP QUE LIMITA GASTO COM SERVIDORES
Repúblico artigo do site da CUT, 15/04/2010
Escrito por Luiz Carvalho

Desde o início da manhã desta quinta-feira (15), cerca de três mil trabalhadores do serviço público de todo o Brasil se reúnem em Brasília, capital federal, em um ato público para repudiar o Projeto de Lei Complementar (PLP) 549/10.

O PLP define que o investimento em aumento para o funcionalismo não deve ultrapassar a inflação acrescida de 2,5% de aumento real.

“Desde a aprovação no Senado, a CUT é contrária a aprovação por entender que ela não significa meramente a limitação da despesa com pessoal, mas também terá conseqüência no impedimento da política de desenvolvimento e no crescimento do serviço e das políticas públicas”, destaca Pedro Armengol, diretor executivo da Central.

A marcha que teve início na esplanada dos Ministérios segue até o auditório Nereu Ramos conta com a presença de diversos parlamentares, entre eles o relator do projeto, Luiz Carlos Busato (PTB/RS). O deputado federal antecipou seu voto e afirmou também ser contrário à aprovação do documento, posição que, segundo ele, também é defendida pelo Ministério do Planejamento.

“O deputado comentou que dará o parecer até dia 5 de maio, porém ressaltou a importância da nossa mobilização na Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados para barrar esse ataque aos servidores. As entidades do funcionalismo vão trabalhar com forças-tarefa dentro do Congresso para que os demais parlamentares votem de acordo com o parece do relator”, disse Armengol.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca