Pelo caos no transporte coletivo SETURN é beneficiado pelo governo do estado e prefeitura do Natal

Confira!

Era importante que o mesmo empenho e critério fosse aplicado aos micros e pequenos comerciante de Bairro que estão fechando as portas além do desemprego que vem assolando as estatísticas.  Mas me parece a distância a transferência mais de 10 milhões pra o setor o qual tem suas receitas antecipadas pela população, mais ainda, a falta de dados de quantos ônibus existiam rodando antes da pandemia e quantos circulam hoje. Quantos trabalhadores rodoviários tinham antes da pandemia e quantos permanecem hoje empregados no sistema em operação pelo SETURN. Assim a simples transferência de receita para o sistema mostra claramente o público financiando mais ainda o setor privado, logo o desejo de atender um grupo de 06 Empresas foi maior que atender aproximadamente 4 mil famílias com transferência de auxílio de 200 reais.

Ainda se torna assustador como os ilustres parlamentares sejam Vereadores sejam deputados simplesmente preferiram silenciar, diante das falácias apresentada pelo SETURN optando pela via mais cômoda e falsa de não aumentar as tarifas. Quem sabe se irá surgir alguém ou UMA instituição que faça esse levantamento e apresentem esses dados aos governos estadual e municipal, além dos parlamentares a responsabilidade de financiar setor privado.

Quem sabe se irá surgir um Deputado pedindo a isenção do ICMS pra que uma empresa que fatura até 360 mil reais por ano como qualifica micro empresa na receita, quem sabe se surgirá um vereador “a” pra apresentar um projeto de lei isentando os micro com receita de até 360 mil por ano e isenção do IPTU com metragem até 70 metros quadrado, resta torcer pra que os parlamentares eleitos com argumentos de representar as camadas populares possa de fato apresentar seu posicionamento.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca