Quem tem fome, tem pressa!

POR SINSP/RN, 28/10/2020

No dia do servidor, a secretária Virgínia Ferreira debochou dos servidores e ironizou o atraso salarial do governo num artigo assinado por ela. A secretária evocou a frase: “paciência é uma virtude socialista”, nós servidores respondemos com uma outra: “quem tem fome, tem pressa”!

A maioria dos mais de 100 mil servidores do Estado vivem com salários baixíssimos. Um, dois, três salários mínimos no máximo. E todos eles estão há 11 anos sem ter nenhum reajuste nos seus salários. Exceto juízes e procuradores, que têm os maiores salários do Estado e tiveram suas remunerações aumentadas pelo governo.

Enquanto os sindicatos que representam esses servidores mais humildes não são recebidos para reuniões, o governo dialoga e entra em acordo com os servidores que ganham mais de 30 mil reais e reajusta seus salários, deixando os mais humildes na mão.

Esses servidores mais humildes ainda sofrem com outros ataques do Estado: duas folhas salariais atrasadas ainda não pagas; falta de negociação dos seus empréstimos consignados que são retirados direto de suas contas pelos bancos, enquanto o governo não busca soluções; retirada dos quinquênios, que é a forma do servidor aumentar um pouco mais os seus vencimentos, e também congelamento da licença-prêmio.

Não dá pra ter paciência em meio a tanto ataque do governo. Não dá pra ter paciência com salário baixo, atrasado e tendo que se desdobrar para colocar comida à mesa.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca