SINSP vai exigir que dinheiro arrecadado com reforma da previdência seja utilizado para pagar atrasados

POR SINSP/RN, 16/01/2021

O SINSP vai requerer as informações sobre os valores arrecadados pelo governo agora que teve a início os efeitos da reforma da previdência, e exigir que o dinheiro seja utilizado para pagar parte dos salários atrasados dos servidores. O recurso extra não era esperado pelo governo e entrando nos cofres públicos pode ser usado para quitar uma parcela da dívida do Estado.

Na próxima reunião com o governo, no fim de janeiro, o SINSP vai cobrar o compromisso do Estado para que todo o valor arrecadado com o desconto na contribuição dos servidores seja voltado para diminuir a dívida com eles próprios. O valor poderá ser somado a outros recursos extras como os vindos da Lei 173/2020, do Super Refis, do Plano Mansueto, e da Lei Kandir.

A prioridade do governo tem que ser o pagamento dos salários atrasados, pois os servidores do Estado estão há mais de dois anos esperando uma ação desse governo. O estado esperava arrecadar pelo menos R$ 25 milhões com a reforma da previdência.

Últimas Notícias

15/01/2021 Apesar de não priorizar folhas atrasadas, governo acerta em começar pelos menores salários      15/01/2021 Professora aposentada passa a pagar R$ 457,25 ao IPERN a partir de 202115/01/2021 VEM AÍ: SINSP abrirá sede regional em Caicó15/01/2021 Alvarás: SINSP beneficia servidoras aposentadas em Natal15/01/2021 SINSP inicia o ano com entrega de alvarás no Seridó15/01/2021 Governo do RN recebeu R$ 145 milhões para pagar profissionais da saúde15/01/2021 2020 no RN: balanço financeiro foi de R$ 698 milhões a mais que valor arrecadado em 201915/01/2021 1/3 das férias dos servidores da Educação será pago no dia 30 de janeiro13/01/2021 Governo não prioriza servidores e anuncia pagamento de salários atrasados apenas para quem recebe até R$ 3.500,0013/01/2021 Governadora atrasa 2 horas para anunciar pagamento de salários atrasados

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca