SINSP vai tomar providências jurídicas sobre falta de repasse dos consignados aos bancos por parte do Estado

POR SINSP/RN, 27/04/2020

O Governo do RN continua descontando parcelas dos consignados do contracheque dos servidores sem repassar as parcelas aos bancos. O SINSP reitera que isso configura CRIME e que o Estado deve ser responsabilizado por tal. Segundo o Código Penal, há apropriação indébita e isso leva o Governo a responder por danos morais.

Os servidores têm recebido cobranças insistentes por meio de ligações e cartas de instituições financeiras:

“Pago minhas faturas e boletos em dia, só que está aparecendo no ccf do Banco Central que estou devendo ao Bradesco e Daycoval justamente porque o estado não está repassando corretamente esses empréstismos para esses bancos”, desabafou um servidor em procura à assessoria jurídica do SINSP.  Uma outra servidora, que também procurou o sindicato, informou que vem recebendo ligações do Bradesco, que cobra pagamento do consignado, embora as parcelas continuem sendo descontadas do contracheque. 

Em Florânia (RN), um servidor apontou que as parcelas estavam sendo descontadas no contracheque e o Banco do Brasil descontava novamente. Ou seja, o trabalhador está pagando duas vezes o mesmo empréstimo e por causa disso resolveu transferir o salário para uma outra instituição bancária.

Sobre as parcelas não estarem sendo repassados, o SINSP orienta que os servidores atingidos pelo problema possam entrar em contato com o sindicato, que tomará as devidas providências jurídicas. Em virtude as Pandemia Mundial, os trabalhadores devem encaminhar fichas financeiras de 2019, a correspondência recebida do banco cobrando o pagamento do consignados  ou Printly do whatsapp das cobranças e extratos bancários para o E-Mail do SINSP: sinsprn@gmail.com e também ligar para o (84) 98840 1607.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca