Educação e música lado a lado

Projeto escolar forma instrumentistas e contribui para um melhor desempenho em sala de aula
Repúblico matéria do Diário de Natal, Cidades, 11/04/2010

Júlio César Rocha especial para o Diário de Natal


Combater a evasão escolar e oferecer uma formação cidadã a crianças e jovens de comunidades carentes são os objetivos da Escola de Música Severino Cordeiro (Emusco). A iniciativa idealizada pela professora Maria José Veríssimo, atende mais de 300 crianças e jovens na Escola Municipal Ferreira Itajubá, no bairro das Quintas, Zona Oeste de Natal. O projeto funciona há oito anos, ocupando o tempo livre dos alunos fora da sala de aula. “As nossas oficinas acontecem nos turnos contrários as disciplinas escolares, preenchendo o tempo vago em que eles estariam nas ruas, além de exigirmos a regularidade deles no horário escolar”, afirmou Maria José.


Estudantes da unidade na Zona Oeste de Natal ensaiam ao ar livre e também no estúdio Foto: Fábio Cortez/DN/D.A Press

O estudante do 3º ano do Ensino Médio Airton Patrick, 16 anos, participa há três anos do projeto, tendo aulas de trombone de segunda a sábado à tarde, enquanto pela manhã frequenta as aulas no colégio. “É muito bom participar deste projeto. Tenho me dedicado mais aos estudos, melhorando as notas e ocupado meu tempo, ao invés de ficar fazendo coisas erradas na rua”.

A escola Ferreira Itajubá ajuda na manutenção dos instrumentos e do local em que funcionam as oficinas. O diretor da escola, Ascânio Ginani, garante que apesar das dificuldades financeiras encontradas para manter o projeto, o desempenho dos alunos no ambiente escolar tem melhorado significativamente. “Através do ensino da música, os alunos ficam mais atentos e disciplinados, o que reflete no desempenho escolar e na formação deles como cidadãos. Vale muito a pena contarmos com esse projeto”, revelou Ginani.

As aulas de teoria e prática musical são ministradas por oito professores e monitores, que recebem um auxílio financeiro da Secretaria Municipal de Educação. Rafael Luna, professor de flauta, explica a importância da música na educação das crianças. “A música atrai a atenção do aluno, que aprende a ter mais disciplina e dedicação nos estudos para conseguir superar os obstáculos da vida”.

Matheus Freitas, 14, estudante da 6ª série, participa das oficinas de bateria e percussão há um ano e faz parte da banda marcial da escola, o que tem ajudado a melhorar suas notas. “Ano passado eu não tinha notas boas, mas aprendi a ter mais desejo de aprender nos estudos e já tirei duas notas 10 em matemática”, disse sorridente. Ele afirma que o ritmo que mais gosta de tocar é a salsa e pretende seguir carreira profissional na música. “Eu gosto muito de música e quero trabalhar nisso quando crescer”.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca