SINSP insiste ao Governo Fátima reajuste do salário mínimo para servidores

POR 24/01/2020

O Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Direta do Rio Grande do Norte enviou há meses ao Governo do RN o pedido de reajuste pelo salário mínimo dos servidores que possuem o salário mínimo como base. Hoje, o salário base está abaixo do mínimo.

Ainda em 2019, o SINSP dialogou com a  Secretária de Administração e Recursos Humanos do Estado do Rio Grande do Norte, Virgínia Ferreira, para que um projeto de correção fosse enviado à Assembleia Legislativa até dezembro do ano passado. No entanto, o governo optou por fazer ouvido de mercador e não implantou o pedido de reajuste, penalisando mais uma vez as pessoas que ganham menos no RN.

Na última reunião entre equipe executiva e Fórum Estadual dos Servidores, o governo cedeu à pressão do SINSP e disse que enviaria o pedido de reajuste como mensagem à ALRN no início de fevereiro, a fim de corrigir o salário dos trabalhadores que tem como base o mínimo.

O SINSP reitera ainda que desde 2010 a categoria GNO não recebe sequer a reposição das perdas salariais. De acordo com o DIEESE, as perdas ultrapassam 40% do salário. Ou seja,  o servidor teve seu poder de compra reduzido ao longo dos anos.

A luta da categoria é para assegurar o direito do salário justo aos que diariamente contribuem para o adequado funcionamento das atividades públicas.

O SINSP acompanha incasavelmente a questão desse grupo e não descansará enquanto o Governo do Estado não reconhecer os direitos desses trabalhadores.

error: Conteúdo protegido para cópia.
Menu e Busca